Arquivo da tag: Slow Food

Eventos em SC celebram Dia Mundial da Alimentação

Em celebração ao Dia Mundial da Alimentação – que ocorre em 16 de outubro -, municípios de Santa Catarina realizarão fóruns para debater sobre a agricultura familiar, a segurança alimentar e nutricional e o desperdício de alimentos.
O Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Jaraguá do Sul (SC) realizará o Fórum Municipal de Agricultura Familiar no dia 17 de outubro, das 13h às 17h, na Sociedade Recreatica Desportiva 25 de julho, em Jaraguá do Sul (SC). Serão apresentados dois painéis sobre políticas de agricultura familiar. O tema é Agricultura Familiar e Cadastro Ambiental . A programação do Fórum prevê a realização de duas palestras: Políticas de Agricultura Familiar, Cooperativismo e Agroturismo , com o secretário estadual da Agricultura e da Pesca de Santa Catarina, Airton Spies; e Cadastro Ambiental Rural, PAA e PNAE , com o engenheiro agrônomo Hector Haverroth e o secretário executivo da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan) de Jaraguá do Sul, Daniel Peach.

O Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional do Balneário Camboriú (SC) promoverá o Fórum de Segurança Alimentar no dia 17 de outubro. O evento será realizado na Casa dos Conselhos, das 13h30 às 19h. Na pauta estarão o Direito Humano à Alimentação Adequada e a implantação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).

Em Florianópolis (SC), a comunidade Chico Mendes receberá no dia 18 de outubro, das 9h às 17h, a segunda edição da Disco Xepa. O evento gratuito voltado para a conscientização sobre o desperdício de alimentos é realizado pelo Convívio Mata Atlântica, o Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (Cepagro) e Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional de Santa Catarina (Consea-SC). A
Disco Xepa Revolução dos Baldinhos terá oficinas, debates e atividades culturais, além de refeições elaboradas por chefs de cozinha, nutricionistas e alunos de gastronomia.

Serviço

Fórum Municipal de Agricultura Familiar – Jaraguá do Sul
Dia: 17 de outubro
Horário: das 13h às 17h
Local: Sociedade Recreatica Desportiva 25 de julho
Contato: (47)2106 8251 Conselho Municipal de Jaraguá do Sul

Fórum de Segurança Alimentar e Nutricional – Balneário Camboriú
Dia: 17 de outubro
Horário: das 13h30 às 19h
Local: Casa dos Conselhos
Contato: (47)3367-0129 Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional do Balneário Camboriú

Disco Xepa Revolução dos Baldinhos Florianópolis
Dia: 18 de outubro
Horário: das 9h às 17h
Local: Rua dos Pinheiros Comunidade Chico Mendes Bairro Monte Cristo
Contato: (48) 3664 0601 Consea-SC

Fonte: Ascom/Consea, com informações dos organizadores

Anúncios

Revolução dos Baldinhos e Slow Food promovem Disco Xepa

Celebrando o Dia Mundial da Alimentação, a Disco Xepa Revolução  dos Baldinhos traz arte, oficinas e refeições preparadas por chefs do Slow Food para incentivar o aproveitamento integral de alimentos

A comunidade Chico Mendes recebe no dia 18 de outubro, a partir das 9h, a segunda edição da Disco Xepa, evento gratuito voltado para a conscientização sobre o desperdício de alimentos. Realizado pelo Convívio Mata Atlântica e o Cepagro (Rede dos Engenhos de FarinhaProjeto Revolução dos Baldinhos) e Consea/SC, a Disco Xepa Revolução dos Baldinhos terá oficinas, debates e uma rica programação de atividades culturais durante o dia, além de refeições elaboradas por chefs de cozinha, nutricionistas e alunos de gastronomia com alimentos da CEASA/SC doados pelo Instituto Nutrir e o Mesa Brasil SESC. O evento também comemora o Dia Mundial da Alimentação da FAO, celebrado em 16 de outubro. “A melhor forma de conscientizar a sociedade sobre o desperdício é através de um evento festivo, com muita música, arte e diversão, sem deixar de lado a responsabilidade”, afirma Philipe Bellettini, chef do Movimento Slow Food e um dos coordenadores do evento.

cartaz-disco-xepa-baldinhos_webInspirado na Schnippel Disko Soupe, organizada pelo movimento Slow Food na Alemanha, a Disco Xepa chegou ao Brasil em 2013, através da Rede Jovem Slow Food Brasil. Nasceu da iniciativa de coletar alimentos que seriam descartados por comerciantes e feirantes, mas que ainda estão perfeitamente saudáveis e apropriados para o consumo. Em Santa Catarina, a primeira edição da festa aconteceu em maio deste ano, durante o 1º Seminário Estadual de Agricultura Urbana e Sustentar 2014, na Assembleia Legislativa de SC. Na ocasião, mais de 200 pessoas saborearam um banquete preparado por chefs do Slow Food e estudantes de gastronomia com sobras de alimentos da CEASA/SC arrecadados pelo Mesa Brasil SESC, programa de segurança alimentar da instituição que arrecada alimentos fora dos padrões de comercialização e os distribui a entidades e iniciativas de combate à pobreza.

Além da conscientização sobre o desperdício de alimentos, outro objetivo da Disco Xepa Revolução dos Baldinhos é promover a prática da agricultura urbana e da gestão de resíduos orgânicos na comunidade. Implementado em 2009 como uma resposta para uma crise de infestação de ratos que causou uma epidemia de leptospirose, o Projeto Revolução dos Baldinhos hoje é responsável pela reciclagem mensal de mais de 10 toneladas de resíduos orgânicos do Bairro Monte Cristo. As famílias participantes depositam seus restos de comida em dezenas de bombonas espalhadas pelas comunidades e os resíduos são levados para a compostagem. O adubo resultante do processo de decomposição destes resíduos é distribuído entre as famílias e escolas do bairro, estimulando o plantio de ervas medicinais, temperos, chás, verduras e legumes. O grupo comunitário do projeto, formado por jovens da própria comunidade, também instala hortas verticais pelo bairro, além de produzirem um informativo sobre as atividades desenvolvidas. Além disso, eles estão construindo uma Cooperativa para comercialização do adubo produzido, contando com o apoio da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Univali. A dinâmica do projeto já foi reconhecida como tecnologia social pela Fundação Banco do Brasil e premiada pela instituição no ano passado.

Um dos diferencias da Disco Xepa Revolução dos Baldinhos é que todas as emissões de carbono do evento foram compensadas através do projeto “Carbono Social em Rede”, desenvolvido pelo Centro Vianei de Educação Popular de Lages. A iniciativa tem como objetivo implementar ações de desenvolvimento limpo e sustentável, incentivando a preservação, a valorização e a ampliação de áreas naturais em Santa Catarina. O projeto já distribuiu mudas de árvores nativas e araucárias para mais de mil famílias de agricultores e indígenas. Todas as árvores plantadas recebem uma etiqueta de identificação e são fotografadas, georreferenciadas e disponibilizadas para adoção por pessoas físicas, eventos e empresas que desejam compensar as emissões de suas atividades.

Números impactantes – Segundo a FAO – Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura – todos os anos cerca de 1,3 bilhões de toneladas de alimentos são jogados fora pois perdem seu valor “comercial”, mesmo estando apropriados para o consumo humano. As perdas econômicas por esta situação são da ordem de 750 bilhões de dólares.

O Movimento Slow Food Surgido em 1986, na Itália, o movimento Slow Food tem como objetivo a conscientização da população sobre as vantagens da sustentabilidade na produção alimentar, desde o plantio até a mesa. Com mais de 100 mil membros e apoiadores em 150 países, o movimento trabalha pelo aproveitamento máximo dos recursos naturais do planeta, pela defesa da biodiversidade e pelo resgate do prazer e da qualidade na alimentação.

SERVIÇO

O que: Disco Xepa Revolução dos Baldinhos

Onde: Rua dos Pinheiros – Comunidade Chico Mendes  – Bairro Monte Cristo

Quando: 18/10/2014 – das 9h às 17h

PROGRAMAÇÃO:

9h – Abertura da Disco Xepa
9h – 13h – Recreação SESC Ação Comunitária
10h – 11h – Oficina Agricultura Urbana – Ampliação Horta Comunitária
12h – 13h – Oficina de Sabão
13h – Apresentação dos Parceiros do Evento
13h  – Almoço com Aproveitamento Integral dos Alimentos, equipe Slow Food
13 – 17h – Apresentações Musicais/ Lançamento do Cd “Me Chamam de Boss” – Komay Mc, 1ª CO13 e Nova Realidade
15h – Campeonato de Virada de Pneus
15:30h – 16h – Feira de Trocas Solidárias
16h – Café da tarde com Aproveitamento Integral dos Alimentos – equipe Slow Food
17h – Encerramento

CONTATOS PARA ENTREVISTA:

Philipe Bellettini – Slow Food – (47) 9609 5818 | 8448 6398 – philipebellettini@gmail.com

Júlio Maestri – Coordenador da Revolução dos Baldinhos /Cepagro (48) 9626 2283 / 9132 1657   julio@cepagro.org.br

Ana Carolina – agente comunitária da Revolução dos Baldinhos (48) 9836 1470 | 9810 5776

Marcos José de Abreu – Idealizador da Revolução dos Baldinhos e Presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar (Consea/SC) – (48) 9926 6422

Arca do Gosto – Santa Catarina

Um registro das matérias-primas, paisagens, comunidades e receitas da Arca do Gosto de Santa Catarina.  A bijajica, recém incorporada ao catálogo, tem origem histórica ligada aos engenhos artesanais da região de Florianópolis.

Os outros produtos são: pinhão, butiá e berbigão. No final de outubro, uma delegação catarinense representará estas matérias-primas durante o Salone del Gusto / Terra Madre 2014.

Veja também: reportagem do Estúdio SC de 28/09/2014

Livro e audiovisual “Engenhos da Cultura” estão disponíveis online

Organizada pela historiadora Gabriella Pieroni e produzida pela equipe do PdC Engenhos de Farinha/Cepagro, a coleção Engenhos da Cultura: Teias Agroecológicas traça um registro histórico das ações do projeto através de seus protagonistas – agricultores, ativistas, educadores e chefs de cozinha -, metodologias de trabalho e incidência política. O e-book pode ser acessado através do link http://issuu.com/sandraalves91/docs/livro_engenho_da_cultura_vf. Já o vídeo documentário pode ser visto neste link.

O livro também pode ser solicitado gratuitamente em sua versão impressa, na sede do Cepagro.

A coleção foi lançada em Julho de 2014 no CIC - Centro Integrado de Cultura, em Florianóplis. O evento, realizado pela Rede Cultura Viva SC e Rede Catarina Slow Food, contou com a presença das comunidades urbanas e rurais envolvidas na produção. A iniciativa fez parte de uma campanha levantada pelo Convívio Engenhos de Farinha/Slow Food e viabilizada pelo Cepagro que propõe o registro do modo de fazer a farinha polvilhada  de Santa Catarina como Patrimônio Cultural Imaterial Estadual.
A coleção foi lançada em Julho de 2014 no CIC – Centro Integrado de Cultura, em Florianóplis. O evento, realizado pela Rede Cultura Viva SC e Rede Catarina Slow Food, contou com a presença das comunidades urbanas e rurais envolvidas na produção. A iniciativa fez parte de uma campanha levantada pelo Convívio Engenhos de Farinha/Slow Food e viabilizada pelo Cepagro que propõe o registro do modo de fazer a farinha polvilhada de Santa Catarina como Patrimônio Cultural Imaterial Estadual.