Arquivo da tag: Horta Pedagógica

Cepagro articula implantação de horta comunitária no Ribeirão da Ilha

A técnica de campo e educadora Erika Sagae com a equipe do Posto de Saúde.

Num espaço geralmente associado à doença, o começo de uma horta  estimula a discussão e práticas de saúde e alimentação saudável para a comunidade. Foi o que aconteceu no sábado 7 de abril, quando a equipe do Cepagro/Projeto Misereor em Rede colaborou no mutirão inicial de implantação da horta no Posto de Saúde do Ribeirão da Ilha, ao sul de Florianópolis. Além da forte participação da comunidade – sobretudo mulheres – estiveram presentes também vários servidores da Saúde e representantes do Programa Municipal de Agricultura Urbana, como Epagri, Secretarias de Saúde e Agricultura, Comcap e Floram.

Neste primeiro momento, as e os participantes colheram bambu para levantar os canteiros. “Após a visita à Horta Comunitária do PACUCA, o pessoal gostou muito desse modelo do canteiro elevado, mais adaptado para pessoas idosas, que são maioria no público que vai atuar na horta”, explica Erika Sagae, do Cepagro. No próximo mutirão, serão produzidas as mudas e feitos os plantios.

 

Anúncios

Crianças ensinam pais e mães a fazer Compostagem

Com o ano letivo chegando ao fim na Escola Municipal Dom Afonso Niehues, em Antônio Carlos (SC), as/os estudantes do 5º ano fizeram uma oficina sobre compostagem para pais e mães durante a Festa da Família que aconteceu no dia 6 de dezembro. As crianças explicaram os princípios da compostagem e montaram uma leira. A atividade faz parte das atividades da Horta Pedagógica implantada na Escola com a assessoria dos engenheiros agrônomos Karina Smania de Lorenzi e Ícaro Pereira, da equipe técnica do Cepagro.

De acordo com a professora Elisângela Decker, a teoria e prática da valorização e separação dos resíduos orgânicos na Horta Pedagógica transformou o olhar das crianças: “Quando a Karina e o Ícaro chegaram falando sobre decomposição e compostagem, os estudantes achavam que era algo meio nojento, sujo. Após o trabalho realizado, já não têm mais essa visão. Iam pra horta e realmente colocavam a mão na composteira. Antes os resíduos eram considerados lixo, e a partir da compostagem perceberam que tinha uma utilidade”.