Arquivo da tag: Educando com a Horta Escolar

“Educando com a Horta Escolar” cresce e retoma atividades

O programa, realizado pela Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis em parceria com o Cepagro, vai abranger 84 unidades de Educação Infantil e Ensino Fundamental, 21 escolas a mais do que no ano passado. A ideia do projeto, resultado de uma cooperação entre o Fundo Nacional para Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), é promover a segurança alimentar e nutricional dos escolares e trabalhar a educação ambiental através de oficinas e vivências práticas agrupadas em três eixos: O lixo e a reciclagem; A horta escolar agroecológica e Alimentação saudável.

As oficinas têm o objetivo de promover a segurança alimentar e trabalhar a educação ambiental
As oficinas têm o objetivo de promover a segurança alimentar e trabalhar a educação ambiental

 A educação alimentar ganhou mais destaque neste ano e foi incorporada ao nome do programa, que agora se chama Educando com a Horta Escolar e Gastronomia (PEHEG). As atividades recomeçam nesta semana com a assessoria técnica de 10 profissionais do Cepagro, que realizarão duas visitas mensais a cada uma das unidades. Estes encontros seguirão um cronograma e uma metodologia construídos ao longo dos sete anos de atuação da ONG em hortas escolares de Florianópolis, buscando organizar os conteúdos em consonância com o calendário escolar.

Após um diagnóstico inicial, em que são avaliados condições e potenciais das hortas, os técnicos abordam a reciclagem do lixo e a compostagem de resíduos orgânicos. Durante o segundo bimestre, são trabalhados canteiros, sementeiras e o plantio de culturas diversas. A colheita é no bimestre seguinte, focado na alimentação saudável e oficinas com receitas. “As receitas complementam estas atividades, pois levamos os ingredientes para a sala de aula e os alunos as preparam”, explica o engenheiro agrônomo Julio Maestri, da equipe técnica do Cepagro. “Com o envolvimento criado no cuidado com a horta, aumenta o interesse em consumir aqueles alimentos”, completa. O ano letivo é encerrado com o plantio de cobertura e adubação verde para o período de férias, visando proteger o solo.

A metodologia desenvolvida pelo Cepagro busca combinar os calendários agrícola e escolar
A metodologia desenvolvida pelo Cepagro combina o calendário agrícola e o escolar
Anúncios

Cultivo de cogumelos na Horta Escolar

O educador Henrique Romano, do programa de Hortas Escolares do Cepagro, realizou uma atividade de cultivo, colheita e degustação de cogumelos Pleurotus, a partir de substratos reaproveitados de um cultivo comercial
A experiência foi feita em parceria com a articuladora da horta (do laboratório) e a professora de ciências, na EBM Anísio Teixeira (Florianópolis).

Clique na imagem para ver o álbum completo.

6- frutificacao3

Módulo 1 do Curso de Hortas Escolares foi realizado no último fim de semana

O Módulo 1 do Curso de Hortas Escolares, produzido pela equipe técnica do Cepagro a partir das experiências em 63 unidades de ensino do município de Florianópolis, foi realizado no último fim de semana.

O Curso é ministrado pelo time de 9 Engenheiros Agrônomos que implementam as Hortas Escolares no município, numa metodologia continuada ao longo dos bimestres, iniciando com a prática da gestão dos resíduos orgânicos através da compostagem, construção de canteiros e plantio de hortaliças, plantas de lavoura e adubação verde de verão.

“Quando seu ouvem resultados positivos sobre o projeto em cenário nacional, Florianópolis é sempre a cidade que aparece. Acredito que o sucesso se deve principalmente pelo método desenvolvido e aplicado pelos Agrônomos do Cepagro nas escolas”, avaliou Márcia Pompeu, que trabalha no Programa Educando com a Horta Escolar e Gastronomia (parceria FNDE/UnB) e veio a Floripa para participar do Curso.

O próximo módulo acontece nos dias 09 e 10/11/2012.

Veja também:

PROGRAMAÇÃO DO MÓDULO 1 -CURSO DE HORTAS ESCOLARES (arquivo em pdf)

  

Cepagro oferece curso básico de Hortas Escolares

Saiba mais sobre a assessoria do Cepagro ao PEHE (Programa Educando com a Horta Escolar)

PERGUNTAS FREQÜENTES:

Onde será realizado o curso?

O curso será realizado em Florianópolis, Santa Catarina, na Casa de Retiro Vila Fátima. Para mais informações acesse: http://www.casaderetiros.com.br/

Quem participar do curso mas não for dormir no Retiro tem algum desconto?

R: Sim, o desconto é de R$160,00 para quem não for dormir no local, e o valor do curso fica em R$400,00, estando nesse valor incluídas as refeições durante o curso.

É possível parcelar o pagamento?

R: Sim, o valor pode ser pago em duas vezes da seguinte forma: metade do valor no ato da inscrição e a outra metade no início do primeiro módulo do curso. Lembrando que as inscrições devem ser feitas até o dia 7 de outubro. Só será válida a inscrição após a confirmação do pagamento e o comprovante deve ser enviado para o email hortaescolar@cepagro.org.br

Quando devo chegar para o curso?

São duas opções de entrada na estadia durante o curso:

Opção 1: entrada a partir das 12h da quinta-feira e saída (do quarto) até as 12h do sábado.

Opção 2: entrada na sexta-feira as 12h e saída até as 12h do domingo.

Cepagro atende 41 escolas do Programa Educando com a Horta Escolar

Criado a partir de cooperação técnica entre o FNDE/MEC (Fundo Nacional para Desenvolvimento da Educação) e a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), o Programa Educando com a Horta Escolar conjuga ações pedagógicas que visam a segurança alimentar e nutricional, partindo dos educandos para as crianças, destas para suas famílias e assim ecoando comunidades afora.

Com a disponibilização de 5 Engenheiros Agrônomos, o Cepagro oferece assistência integral a 41 unidades educativas de Florianópolis para implementação municipal do Programa, beneficiando um universo de 100 educadores que por sua vez compartilham os saberes com aproximadamente 12 mil educandos, na educação infantil, ensino fundamental e educação de jovens e adultos.

Abordando os conceitos fundamentais da agricultura ecológica, da reposição de solo através da compostagem aos ciclos e técnicas de plantio, as atividades didáticas instrumentalizam os beneficiários no atendimento à autossuficiência e qualidade nutricional, através do aproveitamento de quintais e espaços comunitários para o cultivo de espécies alimentícias, num ciclo virtuoso que promove saúde e cuidado com a terra.

Saiba mais no site nacional do Programa