Arquivo da tag: adubação verde

Cepagro realiza oficina para voluntários do Projeto Plantio Agroecológico Solidário

No último dia 12 de agosto, o Cepagro somou no ciclo de formações do Plantio Agroecológico Solidário com uma oficina sobre Adubação Verde ministrada pelas Engenheiras Agrônomas Letícia Dambroz Filipini e Renata Lucas, que compõem a equipe de desenvolvimento rural do Cepagro. Pelo menos 15 pessoas participaram da oficina virtual, que foi aberta ao público e direcionada principalmente para os/as voluntários/as do Plantio Agroecológico Solidário, projeto de extensão do Núcleo de Agroecologia da Fazenda Experimental da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceria com a Câmara Municipal de Florianópolis, através do Mandato do vereador Marcos José de Abreu (Marquito).

Foto: Edaciano Leandro Losh

Por meio desse projeto de extensão, 180 voluntárias(os) têm realizado plantios agroecológicos na Fazenda Experimental da UFSC desde abril de 2020. Os alimentos produzidos são direcionados a campanhas solidárias e famílias em situação de vulnerabilidade social, estudantes e trabalhadores da Universidade. Também para pessoas em situação de rua na forma de marmitas. Até o momento foram distribuídos aproximadamente uma tonelada de alimentos.

Além dos mutirões de plantio e distribuição de alimentos, também estão sendo realizadas formações sobre temas ligados à Agroecologia. A oficina sobre adubação verde ministrada pelas agrônomas do Cepagro foi realizada através do Projeto Culturas de cobertura da próxima geração, que une pesquisa e extensão rural visando ampliar a adubação verde entre agricultores do Núcleo Litoral Catarinense da Rede Ecovida. O projeto tem o apoio da Conservation, Food & Health Foundation e é realizado em parceria com a doutoranda Anne Elise Stratton, da Universidade de Michigan (EUA) e com famílias agricultoras da Rede Ecovida.

Salete e Aloísio Stolarczk, agricultores de Major Gercino.

O período de pesquisa do projeto teve duração de dois anos e já encerrou. No momento o foco é a extensão rural e a relação com os agricultores e agricultoras, principalmente para fomentar o uso das espécies de adubação verde como práticas para melhoria da conservação do solo, considerando a realidade das famílias agricultoras. Com a pandemia, as visitas às propriedades tiveram que ser suspensas e a equipe do projeto tem mantido a comunicação com as famílias por meios virtuais. Além disso, estão sendo preparados materiais formativos sobre o tema da adubação verde e sementes crioulas, uma adaptação às oficinas presenciais inicialmente previstas.

Dessa forma, a oficina junto aos voluntários do Plantio Agroecológico Solidário fortalece a relação entre o campo e a universidade, a pesquisa e a extensão. Principalmente porque a relação entre o projeto do Cepagro/Universidade de Michigan e do Núcleo Agroecológico da Fazenda Experimental da UFSC não se encerra na oficina. Em breve, espécies de adubação verde serão incluídas no manejo das hortas e piquetes destinadas ao plantio solidário. Ao todo, quatro áreas receberão essas espécies, cada uma delas com 600 m², totalizando 2400m² de cultivo.

Foto: Edaciano Leandro Losh

A inclusão dessas espécies é positiva porque vai resultar em uma área didática para que os/as estudantes voluntários/as possam observar o comportamento das espécies de adubos verdes, especialmente em sistemas de hortas. E também porque vai trazer para o espaço produtivo todas as melhorias que a adubação verde proporciona: reciclagem de nutrientes, cobertura e proteção de solo, diminuição dos impactos causados pela chuva, fixação biológica de nitrogênio, diminuição de perdas de nutrientes, retenção de umidade, entre outros. Além de beneficiar o solo e os cultivos atuais e futuros, esse manejo servirá também de alimento para o ovinos do Núcleo Agroecológico.

Para Letícia Filipini, “ver que agora as ações do projeto podem novamente alcançar esse espaço que é a UFSC e permitir essa troca de informações com o local de estudo, ainda mais com essa missão de enfrentamento da pandemia produzindo alimentos agroecológicos saudáveis para a população, isso realmente preenche o nosso coração de orgulho e felicidade de poder ter esse tipo de troca. Especialmente por eu ter me formado dentro dessa universidade”.

O Plantio Agroecológico Solidário também conta com a parceria do Laboratório de Ecologia Aplicada (LEAp/UFSC), Marmitas Veganas, Campeche Solidário, Sociedade Internacional da Consciência de Krishna, Instituto Compassos, Horta Comunitária do Parque Cultural do Campeche (Pacuca), Covid-19 Floripa, Grupo Alimentação e Vida Alegre.