Na Folha de São Paulo, AMLURB ressalta os ganhos ambientais com a compostagem e apresenta agenda de implementação da prática na cidade

cartaz-compostagem-storel

Parece paradoxal, mas as grandes cidades como São Paulo podem ser uma peça chave na mitigação dos problemas mundiais anunciados e verificados com o câmbio climático.

O conceito é defendido por Antonio Storel, engenheiro agrônomo, mestre em desenvolvimento econômico, espaço e meio ambiente e coordenador de resíduos sólidos orgânicos da empresa municipal de limpeza urbana. Em recente entrevista à Folha de São Paulo, ele explica a opção pela compostagem e o planejamento para incorporar o método na rotina do saneamento público, enumerando benefícios que o qualificam como poderosa ferramenta para inverter o quadro de degradação ambiental enfrentado no campo e na cidade.

O Cepagro é parceiro do município no planejamento das ações em reciclagem de resíduos orgânicos, das técnicas de segregação na fonte ao dimensionamento e projeto de pátios de compostagem descentralizados.

CLIQUE NA IMAGEM PARA LER A MATÉRIA NA íNTEGRA

Captura de tela 2015-09-17 às 13.15.14

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s