Reconhecida no Brasil e no exterior, Revolução dos Baldinhos padece por falta de apoio local e comunidade perde 60 toneladas de composto orgânico

Relato do agrônomo Marcos José de Abreu, do Cepagro, sobre a remoção indevida de 60 toneladas de composto orgânico produzidos pela Revolução dos Baldinhos

“Mesmo sendo tratado como um grande exemplo em desenvolvimento sustentável, trabalho comunitário, empoderamento de jovens e modelo de gestão comunitária de resíduos a Revolução dos Baldinhos não tem apoio direto do poder público local.

Desde ontem (06/07), a COHAB contratou uma empresa para limpar o terreno que há mais de 01 ano utilizamos como pátio de compostagem. Sem avisar ninguém, levaram todo o composto, quase 60 Toneladas de adubo orgânico pronto, trabalho de muitos jovens da comunidade que estavam apenas esperando para peneirar, empacotar e vender, transformando o lixo em geração de Renda.”

VEJA TAMBÉM:

Revolução dos Baldinhos na Cúpula dos Povos e Rio + 20

Representada por Lene, Karol, Monique e Cintia (Comunidade Chico Mendes) e Marcos de Abreu (Cepagro), a Revolução esteve no Rio de Janeiro realizando as seguintes atividades:
– Mesa redonda na RIO+20 com representantes mundias para a Transição no mundo, desde movimentos de ecovilas, até cidades em transição e Gaia Home.
– Oficina de compostagem do Restaurante Popular para a Cúpula dos Povos
– Oficinas nas feiras orgânicas do Circuito de feiras do Rio (Ipanema, Tijuca e Jardim Botânico)
– Oficina na comunidade do Morro da Formiga
– Conferência do Slow Food com o presidente Carlos Petrini

Clique na imagem para ver o álbum:

Revolução dos Baldinhos no Planeta Sustentável (Ed. Abril) – Matéria do jornalista Tadeu Meyer (clique para ler na íntegra)

Revolução dos Baldinhos no Caderno Continente do Diário Catarinense (clique para ler na íntegra):

Revolução dos Baldinhos na revista Globo Rural (clique para ler na íntegra):

Anúncios

Uma opinião sobre “Reconhecida no Brasil e no exterior, Revolução dos Baldinhos padece por falta de apoio local e comunidade perde 60 toneladas de composto orgânico”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s