Audiência pública na Alesc discutirá consultas da Anvisa e diversificação na fumicultura

Uma Audiência Pública com o tema “TABAGISMO: Políticas de Prevenção e Controle, Consultas  112 e 117 da Anvisa e Políticas de Diversificação de Cultivo e Renda” será no realizada em 19/10/2011 (quarta-feira) no Auditório Antonieta de Barros (Alesc).

Além das conhecidas patologias causadas pelo uso do cigarro, serão discutidas as doenças crônicas de fumicultores, como a DTV, e a urgência de políticas públicas que fomentem as alternativas agrícolas sustentáveis.

A Doença do Tabaco Verde (DTV) é a intoxicação aguda por nicotina sofrida pelo manejo da folha úmida. Embora sua ocorrência ainda não figure em estatísticas, por falta de identificação nos órgãos públicos de saúde, sabe-se que o mal aflige uma parte considerável dos agricultores que plantam tabaco. “Meus filhos chegavam a vomitar sangue, ficavam 3 dias de cama. No Posto de Saúde, diziam que é uma reação normal de quem lida com fumo”, relata Catarina Gelsleuchter, de Angelina, ex-fumicultora.

“Hoje, a Saúde discute tratamento para fumantes, enquanto a Agricultura discute renda alternativa para o fumicultor. É necessária a discussão integrada, como as interfaces entre a compra da alimentação escolar e as alternativas ao tabagismo, por exemplo”, propõe Ana Curi, da ACT-Br / Comitê de Controle do Tabagismo e Diversificação Agrícola.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s