Cepagro lança documentário “Agroecologia no Parque Estadual do Rio Vermelho” durante Mostra Planeta.doc

folder-planeta-docRealizado com apoio da REGA – Rede de Grupos de Agroecologia do Brasil –  e do cineasta Renan Ramos Rocha, o documentário Agroecologia no Parque Estadual do Rio Vermelho foi lançado na última quarta (09/11) na Mostra Planeta.doc de Cinema Socioambiental.  O filme retrata os 2 anos e meio da Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho, em Florianópolis/SC,  realizada pelo Cepagro em conjunto com a FATMA.

Gravado durante o I Encontro Regional Sul de Grupos de Agroecologia e com imagens de arquivo, o curta-metragem mostra, ao longo de seus 29 minutos, as diversas ações de sustentabilidade aliadas ao turismo ecológico implementadas pelo Cepagro entre dezembro de 2013 e maio de 2016. Dentre elas, estavam atividades de educação ambiental, hortas e agroflorestas para restauração ambiental, coleta seletiva, compostagem e viveiro com dezenas de espécies da Mata Atlântica. O documentário integrou a Mostra Competitiva do Festival e foi exibido no Auditório da Reitoria da UFSC.

Clique no link abaixo para assistir!

 

 

Projeto Misereor em Rede promove Encontro da Diversidade Orgânica no RS

*informações do CETAP

Nos dias 4 e 5 de novembro foi realizado o Encontro da Diversidade Orgânica de Sananduva, em comemoração aos 30 anos do Cetap (Centro de Tecnologias Alternativas Populares), 20 anos da Feira Ecológica de Sananduva e 15 anos da Coopvida (Cooperativa de Produtores de Alimentos Orgânicos em Economia Solidária LTDA). O evento integra o Projeto Misereor em Rede, por isso também estiveram presentes representantes do Cepagro, do Centro Vianei (Lages/SC),  da AS-PTA (Palmeira/PR).

Clique aqui para ver a notícia.

 

Cepagro participa da COP-7 na Índia

14980843_1824531281095151_7184418495762667522_n

Realizada entre os dias 7 e 12 de novembro em Delhi, na Índia, a 7ª Sessão da Conferência das Partes da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco reuniu delegações de 181 países para discutir e avaliar a implementação deste que é o primeiro tratado de saúde de abrangência global. O coordenador de Desenvolvimento Rural do Cepagro, Charles Lamb, participou como observador do evento, contribuindo principalmente na discussão do artigo 17 da CQCT, que prevê a promoção de alternativas socioeconômicas para os trabalhadores que dependem da indústria do tabaco.

14991913_1825343964347216_4712748375943639045_n
O coordenador rural do Cepagro, Charles Lamb, entrega ao embaixador do BRasil na Índia Tovar da Silva Nunes, à Monica Andreis (Aliança de Controle do Tabagismo – ACT) e Cristiane Vianna (International Union Against Tuberculosis and Lung Disease – THE UNION) a cartilha sobre diversificação agroecológica produzida pela nossa equipe de comunicação no escopo do Projeto Cepagro/FRBL.

A delegação do Brasil apresentou ainda um vídeo, produzido pela equipe de comunicação do Cepagro, sobre a visita dos governos da Jamaica, Filipinas e Uruguai a Santa Catarina em março desse ano, quando puderam conhecer de perto a experiência de ex-fumicultores dos municípios de Nova Tentro e Leoberto Leal. Com a assessoria do Cepagro, esses agricultores fizeram a transição da fumicultura para a agroecologia. “Importante e fundamental este trabalho junto às famílias agricultoras”, frisou o Embaixador do Brasil na Índia, Tovar da Silva Nunes, durante o lançamento do vídeo. Clique aqui para saber mais sobre a discussão em diversificação em áreas cultivadas com tabaco durante a COP-7.

14962576_1824531274428485_8810970817343834296_n

 

Revolução dos Baldinhos segue como exemplo de gestão de resíduos orgânicos

No artigo publicado na Revista Ciência e Cultura, intitulado “Fechando o ciclo dos resíduos orgânicos: compostagem inserida na vida urbana”, os agrônomos Marcos José de Abreu e Thais Menina de Siqueira afirmam: “De fato, a Revolução dos Baldinhos também nos ensina isto: orientada com base em envolvimento comunitário, a gestão descentralizada de resíduos orgânicos pode ser utilizada como ferramenta para promover saneamento, saúde pública, agricultura urbana e capital social em ambientes urbanos vulneráveis”.

Clique aqui para ler o artigo na íntegra.

 

Projeto Cepagro/FRBL completa dois anos de atividades

Cerca de 40 pessoas participaram do Seminário de Diversificação Agreocológica na Agricultura Familiar que marcou o segundo ano de atividade do Projeto Cepagro/FRBL, que estimula a transição para a agroecologia como alternativa ao sistema integrado da fumicultura. O seminário foi realizado no salão da Igreja Luterana da comunidade Barra Negra, em Major Gercino, no último dia 20 de outubro (quinta-feira) e contou também com a participação do Promotor de Justiça João Alexandre Massulini Acosta, coordenador de Centro de Apoio Operacional do Consumidor do Ministério Público de Santa Catarina. Além de uma apresentação sobre as atividades realizadas ao longo dos dois anos do projeto, também foi lançado o vídeo “Agroecologia: uma alternativa ao cultivo de tabaco” e tirados encaminhamentos para propostas futuras.

dsc_0120
Primeiro Seminário de mobilização, em agosto de 2014
????????????????????????????????????
Seminário realizado na última quinta, 20 de outubro.

O aumento da participação dos agricultores e agricultoras de Major Gercino, Nova Trento e Leoberto Leal que percebemos nas fotos também era visível durante o Seminário. Os técnicos Francys Pacheco e Gisa Garcia trouxeram um panorama das atividades realizadas durante o projeto, que incluíram oficinas, intercâmbios e seminários. Também apresentaram uma sistematização de dados sobre as propriedades rurais das famílias beneficiárias. Na sequência, o promotor João Alexandre Massulini Acosta comentou o trabalho do Cepagro, ressaltando também as ações do Ministério Público de Santa Catarina pela redução do uso de agrotóxicos através do Programa Alimento Sem Risco.

????????????????????????????????????
Promotor João Alexandre Acosta fala sobre o Programa Alimento Sem Risco, do MP/SC

 

 

 

 

 

 

 

 

Outro momento importante do Seminário foi a apresentação dos agricultores Ernande Stolarczk e Carla Will sobre o grupo Associada da Rede Ecovida de Agroecologia, que reúne famílias de Nova Trento e Major Gercino. A integração a estes grupos é uma das estratégias do Cepagro para estimular a transição da fumicultura para a agroecologia. Enquanto Ernande explicou a dinâmica das reuniões em que funciona o sistema participativo de garantia, Carla falou sobre as demandas de alimentos para a agroindústria de conservas e geleias Will. A Conservas Will foi estruturada em 2001 como uma alternativa para a família de Carla e de seus tios poderem sair da produção de tabaco.

????????????????????????????????????

O Projeto Cepagro/FRBL encerra suas atividades no final deste ano, mas a organização já está estruturando uma nova proposta para continuar promovendo a agroecologia na região. Neste sentido, foram levantadas demandas junto aos participantes do Seminário. A distribuição de sementes agroecológicas – realizada ao longo do projeto e também no Seminário – e de mudas de frutíferas foi uma das mais apoiadas, assim como a necessidade de melhorar o diálogo com as Secretarias de Educação no âmbito do fornecimento de produtos para a alimentação escolar. A assistência técnica em práticas agroecológicas também é sempre bem vinda buscada pelos agricultores.

????????????????????????????????????

baixa26

 

 

 

 

 

 

Compostagem chega ao Jardim Botânico de Florianópolis com apoio do Cepagro

13_10_2016_18_23_eab682b41a54deea6b764d52e3e8ab69-1

* com informações da Prefeitura Municipal de Florianópolis e Adriana Baldissarelli (Comcap)

O Cepagro coordenou, a convite da COMCAP, a primeira oficina de Compostagem no Jardim Botânico de Florianópolis na última quinta feira, 13 de outubro. O agrônomo Júlio Maestri, da equipe técnica do Cepagro, facilitou a capacitação em reciclagem de resíduos orgânicos para os funcionários da Comcap e técnicos convidados da Secretaria Municipal de Habitação e Saneamento Ambiental e Fatma. De acordo com a Comcap, “a ideia é multiplicar na cidade experiências de agricultura urbana para garantir a política pública de desvio dos resíduos orgânicos do aterro sanitário”.

Saiba mais neste link e também no vídeo abaixo:

Mara Gama, colunista da Folha de S. Paulo, também destacou a experiência do Cepagro em gestão comunitária de resíduos orgânicos pelo trabalho no Jardim Botânico. Veja a matéria aqui.

 

 

Encontro da Rede Ecovida reúne 180 pessoas em Joinville

Realizado na última quinta, 15 de setembro, o 10º Encontro do Núcleo Litoral Catarinense da Rede Ecovida trouxe cerca de 180 participantes para o Bairro Vila Nova, em Joinville. Palestras, oficinas, apresentação musical e trocas de sementes rechearam a programação do evento, organizado pelos grupos Rio Cristina e Piraí-Cubatão, que reúne famílias de Joinville e Guaramirim. Seguindo a tendência de outros encontros, a alimentação servida foi praticamente toda orgânica (à exceção de poucos itens), graças ao esforço e colaboração de todos os 17 grupos do Núcleo e ao Circuito de Comercialização da Rede Ecovida.

????????????????????????????????????
Dezessete grupos estiveram representados no Encontro.

O agricultor Samir Grah (camisa verde), coordenador do Grupo Rio Cristina, abriu os trabalhos.

????????????????????????????????????

O técnico Marcos Sturmer coordenou as atividades.baixa4

 

 

 

 

Na sequência, os grupos se apresentaram e compartilharam um momento artístico-cultural, cantando ou apresentando vídeos.

Grupo Terra Viva – Angelina
????????????????????????????????????
Grupo Águas Correntes – São Bonifácio
????????????????????????????????????
Grupo Garopaba
Grupo Paulo Lopes
????????????????????????????????????
Grupo Ilha Meiembipe – Florianópolis
????????????????????????????????????
Grupo Biguaçu
????????????????????????????????????
Grupo Harmonia da Terra – Rancho Queimado, Alfredo Wagner e Águas Mornas
????????????????????????????????????
Grupo Associada – Nova Trento e Major Gercino
????????????????????????????????????
Grupo Costa Esmeralda – Porto Belo
????????????????????????????????????
Grupo Arca – Camboriú
????????????????????????????????????
Grupo Tucum – Piçarras
????????????????????????????????????
Grupo Schroeder
????????????????????????????????????
Grupo Jaraguá do Sul
????????????????????????????????????
Grupo Piraí Cubatão
????????????????????????????????????
Grupo Rio Cristina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Três palestras trouxeram bastante informação para os participantes.

dsc_1346
Juliana Neves, da REVivo Sucos Orgânicos, falou sobre prensagem de sucos de frutas e verduras a frio.

 

 

 

 

 

A professora Vera Silva Santos falou sobre Manejo e Conservação de Solos
A professora Vera Silva Santos falou sobre Manejo e Conservação de Solos

 

 

 

 

 

 

José Antônio Marfil, membro histórico da Rede, falou sobre o Circuito de Comercialização
José Antônio Marfil, membro histórico da Rede, falou sobre o Circuito de Comercialização

 

 

 

 

 

A equipe dos grupos anfitriões mandou ver na cozinha e preparou um belíssimo almoço agroecológico.

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

????????????????????????????????????

Na parte da tarde, as oficinas abordaram Comercialização, Controle Agroecológico de Pragas e Doenças e Agroindustrialização de Alimentos Agroecológicos.

????????????????????????????????????
Agroindustrialização
????????????????????????????????????
Manejo Agroecológico de Pragas e Doenças
????????????????????????????????????
Comercialização

 

????????????????????????????????????
Manejo Agroecológico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nas conversas paralelas, muita troca de ideias e experiências.

Veja abaixo mais algumas imagens do Encontro